Solicitamos aos pastores que, em virtude da grave crise hídrica que atinge o nosso País, especialmente os Estados da Região Sudeste, devem ser adotadas em caráter emergencial medidas que resultem na redução imediata do uso da água. Dentre as quais:

Não lavar calçadas;

Os jardins devem ser regados no período da noite e preferencialmente com regadores

Não lavar vidraças;

Durante a limpeza dos templos usar pano molhado (ao invés de lavar)

A crise hídrica não atinge apenas o fornecimento de água, impacta fortemente a geração de energia elétrica no País, uma vez que a matriz energética brasileira é composta majoritariamente por usinas hidrelétricas. Diante desse cenário, também se faz necessária a implementação de medidas de contenção das gastos no uso de energia. Recomendamos:

Evitar o acionamento de lâmpadas em horários desnecessários;

Sempre que possível, que se faça o uso da iluminação natural no caso de reuniões e cultos diurnos;

Coibir e fiscalizar uso desnecessário de iluminação, como por exemplo, a permanência de lâmpadas acesas em ambientes que estão vazios;

Evitar o acionamento prematuro de ventiladores e aparelhos de ar condicionado (em igrejas que dispõem desse recurso);

Desligar imediatamente os aparelhos de ventilação / refrigeração após o término do culto e quaisquer outra reuniões;

O uso do projetor deve ser limitado às transmissões via satélite e em dias de cultos especiais

Recomendamos ainda que os pastores reúnam imediatamente a igreja, objetivando a conscientização e imediata implantação das medidas de economia.

Recomendamos também que os pastores estimulem os membros a promoverem medidas de contenção de gastos em suas casas e locais de trabalho. Informamos ainda que o Departamento de Engenharia do Presbitério está empenhado em buscar soluções sustentáveis no uso da água e de energia elétrica.

Caso algum irmão queira propor alguma solução, poderá fazê-lo através do e-mail: gerenciaadm@presbiterio.org.br

A paz do Senhor Jesus

ICM - Castanheiras | Maranata - O Senhor Jesus vem!
Top
Siga-nos: